banner-peopleid-home_en_0.jpg

Armazenamento seguro e gestão da informação dos cidadãos numa base de dados única e centralizada

national_register.jpg A criação de um registo nacional fiável é mandatória para os governos que pretendem dispor de um sistema moderno de gestão da identidade dos cidadãos, mas apresenta vários desafios. O primeiro desafio consiste na capacidade de registar com precisão os dados biográficos e biométricos de cada pessoa no grupo alvo. O segundo desafio consiste na capacidade de centralizar e gerir as informações recolhidas. A solução Zetes CITIZ-ID destina-se especialmente aos ministérios que necessitam de criar um registo de raiz e num prazo reduzido.

 

Quando o registo da população é criado, torna-se a única referência e a fonte de informação autêntica para tudo o que se relaciona com a identificação dos cidadãos. O principal objetivo de um registo nacional é o de consolidar todas as informações relevantes relacionadas com a identificação numa base de dados central e única. De acordo com as necessidades de administração, esta base de dados incluirá informações básicas que permitem identificar cidadãos e um conjunto de dados mais abrangente relativo ao estado civil, ligação entre progenitores e filhos, etc.

A solução Zetes CITIZ-ID apresenta uma conceção simples mas sólida para:

  • reduzir o custo, o tempo e o esforço necessários para implementar um registo populacional
  • permitir aos funcionários locais de TI implementar e gerir a solução sem competências específicas
  • possibilitar ao governo a opção de adaptar e estender o sistema central para acomodar novas necessidades

server_2.jpg

 

Qualidade, fiabilidade, precisão

São muitas as vantagens oferecidas pela criação de um registo nacional:

  • Aumento da precisão e da coerência das informações geridas por várias agências governamentais, consequentemente reduzindo o esforço e o tempo necessários para aceder, verificar e corrigir a informação.
  • Redução significativa da fraude, particularmente em termos de cobrança de impostos e segurança social.
  • Partilha de informação facilitada entre entidades governamentais.
  • Melhoria da Gestão da identidade
  • Registo civil fiável para todos os cidadãos e residentes.
  • Implementação mais rápida e financeiramente mais eficiente de aplicações ou registos derivados:
    • Cartões de identificação
    • Documentos de viagem
    • Segurança social
    • Cuidados de saúde
    • Cartas de condução
    • Listas de eleitores
    • Cobrança de impostos nacional e regional
    • Gestão do registo predial
    • Grupos populacionais específicos (militares, forças policiais, funcionários públicos, etc.)
    • Etc.
  • Estatísticas rápidas e fiáveis:
    • Migração
    • Tendências demográficas
    • Visibilidade relativamente à evolução da sociedade civil (casamentos, divórcios, número de filhos por agregado familiar, etc.)