A SNEDAI (organização nacional para a emissão de documentos de identificação administrativos) elegeu a Zetes como parceiro técnico para o registo e a produção de cartões para quatro milhões de pessoas abrangidas pelo CNAM (fundo de seguro de saúde nacional). O objetivo deste projeto consiste em assegurar o funcionamento eficiente do sistema de reembolso do fundo para os seus membros.

As Nações Unidas referiram inúmeras vezes que um sistema de cuidados de saúde universal desempenharia um papel fulcral no desenvolvimento de África. Em 2014, o Governo da Costa do Marfim), liderado pelo Presidente Alassane Ouattara, decidiu estabelecer um sistema universal de cuidados de saúde (CMU): um programa destinado a dar resposta ao problema do difícil acesso aos cuidados de saúde por determinados segmentos da população. O desafio consistia em aumentar substancialmente a proporção da população que usufrui de cobertura social. No início de 2014, apenas 5% dos cidadãos da Costa do Marfim eram abrangidos.

A Zetes está a estabelecer uma infraestrutura para o registo biográfico e biométrico dos cidadãos, bem como a base de dados biométrica, para assegurar a integridade e exclusividade dos dados recolhidos. São depois produzidos e personalizados cartões em conformidade com as normas de segurança relativas aos documentos de identificação. Por fim, os documentos são atribuídos aos beneficiários. 

Em conjunto, a Zetes e a SNEDAI têm gerido o passaporte biométrico e eletrónico da Côte d'Ivoire desde 2008. Na sequência do registo dos dados pessoais, mais de 600 000 pessoas receberam um dos passaportes mais seguros do mundo.  

Diane Kamna, Directora Geral da SNEDAI da SNEDAI declara: o CMU consiste num esforço para melhorar a cobertura de cuidados de saúde de todos os cidadãos da Costa do Marfim, independentemente dos seus rendimentos, através da obrigatoriedade. A autenticação dos beneficiários é a pedra basilar do sistema CNAM para tratar dos reembolsos. Graças ao sucesso da atual colaboração com a Zetes, temos a certeza de que as operações relativas ao CMU também decorrerão com fluidez. "

Alain Wirtz, Presidente do Conselho de Administração da Zetes, acrescentou: Este novo projeto, que deverá decorrer durante sete anos, é a quarta tarefa a cargo da Zetes na Costa do Marfim Côte d'Ivoire. O continente africano ainda tem muitas necessidades no que diz respeito à identificação das populações. Ao controlar todas as fases do processo, do registo à produção dos cartões, podemos oferecer ao nosso parceiro todas as garantias de segurança necessárias para a proteção dos dados dos cidadãos. "

Este projeto contribuirá para o alcance dos objetivos da empresa para 2015. Espera-se obter retorno no primeiro semestre do ano. 

- FIM -

whitepaper

At the heart of population register

Challenge, analysis, and approach. 44 pages

Download the white paper