A Zetes investe continuamente em inovação por forma a permitir aos governos estarem na vanguarda da autenticação. A divisão People ID beneficia da pesquisa realizada pela outra divisão do grupo especializada na otimização da cadeia de abastecimento. Esta abordagem complementar possibilita o desenvolvimento e produção de soluções de hardware extremamente robustas e de uma excelente rastreabilidade para o transporte de documentos.

A Zetes alcançou diversos feitos inovadores, incluindo:

  • Primeira implementação em grande escala do cartão de identificação eletrónico na Bélgica em 2005;
  • Estreia mundial com o recenseamento biométrico bem-sucedido de mais de 26 milhões de eleitores no Congo em 2006;
  • Passaporte eletrónico biométrico da Costa do Marfim desde 2008. Na altura, o passaporte mais seguro do mundo, integrando o registo biográfico e biométrico. Até à data, poucos documentos eletrónicos em conformidade com as normas ICAO atingem este nível de proteção;
  • Passaporte eletrónico da Gâmbia com integração simultânea de informação biométrica (íris) e impressões digitais em 2013.